Sete séculos na vida dos poveiros


O vindeiro día 15 de novembro vaise presentar no Diana Bar de Póvoa de Varzim, o libro Sete séculos na vida dos poveiros, do escritor Oscar Fangueiro.
Esta é sipnose editorial do libro:
Esta obra responde ao interesse da população da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde, em conhecer a história da referida primeira localidade, e a vida e origens de parte importante das famílias de ambas, desde o século XIV, até ao início do século XX, principalmente a sua maioria, que estiveram ligadas à actividade piscatória.
A obra trata em concreto, de história, da emigração Galega recebida, dos naufrágios dos pescadores, dos seus “usos, costumes e tradições”, das profissões e, principalmente da evolução da antroponímia Poveira, que já aparece espalhada pelo país e pelo mundo.
De todas elas, destaco a família “Maio” que existe já desde 1308, a que pertenceu o notável “Cego do Maio”.
Esta obra, constitui um complemento ao “trabalho” de Santos Graça, “O Poveiro” de 1932, e responde no campo da antroponímia, ao desafio lançado por Baptista de Lima, há cerca de 70 anos.
O autor desta obra, tem antepassados Poveiros pelo lado paterno, durante os primeiros seis séculos, o que o levou à execução de tal “trabalho”.

Aproveitamos para anunciar tamén que no mesmo Diana Bar vai abrir do 3 ao 16 de novembro a exposición “A Vida e a Viagem de Fernão Magalhães – Um navegador injustamente esquecido”, cun coloquio o día 3 ás 21:30h. Máis información en Infogauda

Etiquetas